Alien: Covenant, mais um filme da franquia Alien, dessa vez chega aos cinemas com uma nova modelagem. Ele vem com um roteiro inteligente e muito bem encaixado, sem toda aquela matança gratuita, mas sem perder o que tem de melhor na franquia, o suspense e é claro, muito sangue!.

Inteligente, eletrizante e visceral!

Patrícia Araújo

Seria o caminho traçado, o melhor?

Dessa vez o longa começa com a nave Covenant, que saiu da terra com a missão de colonizar outro planeta, com 2.000 colonos criogenizados a bordo, mais a tripulação responsável pela missão e o andróide Walter (Michael Fassbender) que cuida para que todos permaneçam em sono induzido durante 7 anos até chegar ao destino final. Porém, durante a trajetória da nave Covenant há um acidente com a nave que causa a perda do capitão da missão, e acorda o restante dos tripulantes bem mais cedo do que deveriam. Para continuar o percurso então eles tem que consertar os danos da nave. Durante essa jornada no espaço eles se deparam com novas possibilidades, ajustes na jornada e os temíveis aliens…

A melhor atuação de Fassbender

Dirigido por Ridley Scott o mesmo diretor das outras franquias de Alien que dirigiu também “Hannibal” e “Perdido em Marte”, Alien: Covenant conta com Michael Fassbender impecável como personagem principal interpretando um andróide, Michael interpreta com maestria a complexidade do personagem e rouba a cena. Temos também Katherine Waterston interpretando Daniels uma mulher badass de personalidade forte que nos guia por essa expedição, fora esses dois nenhum personagem se destaca o suficiente para deixar uma marca no filme, sem contar o aparecimento de James Franco totalmente sem sentido que apareceu (se muito) durante 1 minuto apenas, spoiler alert, James morre e seu corpo é despejado da nave, cheguei a pensar que os aliens surgiriam no espaço e iriam utilizar o corpo dele como hospedeiro, para justificar a aparição do ator no filme, eles poderiam ter colocado qualquer pessoa,why James Franco?.

Uma boa surpresa

No geral, o filme promete ser um blockbuster mas acaba sendo bem mais que isso, com um roteiro mais complexo que entrega um suspense com perfeição. As cenas dos aliens são bem mais realistas que nos outros filmes e causam aflição em quem assiste, nada daquela gosma verde, aqui temos sangue de verdade!. Para quem não assistiu os outros filmes, Covenant deixa toda a história bem amarradinha e de fácil compreensão. O roteiro se passa antes dos outros filmes da franquia e depois de prometeus. O filme acertou em cheio na escalação dos personagens principais, acredito que não teria funcionado muito com outras pessoas. Os efeitos visuais também estavam ótimos, os aliens estavam mais repulsivos que o normal e mais sanguinários. Vale muito a pena assistir Alien: Covenant, garanto que você irá sair da sala do cinema surpreendido! 

Data de lançamento: 11 de Maio de 2017 (2h 02min)

Direção: Ridley Scott

Elenco: Michael Fassbender, Katherine Waterston, Danny McBride, Billy Crudup, James Franco, Demian Bichir.

Gênero: Ficção científica

Nacionalidade: EUA, UK

https://i1.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/05/xalien-covenant-fill.jpg.pagespeed.ic_.rPyCbS72Kx.jpg?fit=1024%2C756https://i1.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/05/xalien-covenant-fill.jpg.pagespeed.ic_.rPyCbS72Kx.jpg?resize=150%2C150MaisAdminCríticaalien,alien: covenant,cinema,covenant,crítica,cyberpunk,fassbender,ficção científica,Ridley Scott,thriller espacialAlien: Covenant, mais um filme da franquia Alien, dessa vez chega aos cinemas com uma nova modelagem. Ele vem com um roteiro inteligente e muito bem encaixado, sem toda aquela matança gratuita, mas sem perder o que tem de melhor na franquia, o suspense e é claro, muito sangue!. Inteligente,...Tudo sobre literatura, games, cinema e séries. O seu, o nosso, como um clube de amigos