Fragmentado.

Shyamalan de volta às origens.

Os últimos filmes de M. Night Shyamalan, como O Último Mestre do Ar, Depois da Terra e Fim dos Tempos, tinham manchado a credibilidade do diretor conhecido pelos seus ótimos filmes de suspense da década de 90 e começo de 2000. Porém isso acaba de mudar. Fragmentado parece marcar a volta de M. Night Shyamalan às origens, pois o clima tenso desse filme lembra seus maiores sucessos, como Sexto Sentido e Corpo Fechado.

Fragmentado (Split) é o novo filme de suspense escrito e dirigido por Shyamalan. Ele conta a história do sequestro das jovens Casey Cooke (Anya Taylor-Joy), Claire (Haley Lu Richardson) e Marcia (Jessica Sula) pelo instável Kevin (James McAvoy), ao mesmo tempo em que a Dra. Karen Fletcher (Betty Buckley) tenta descobrir porque seu paciente diagnosticado com 23 personalidades, Kevin, tem agido diferente ultimamente.

O filme consegue passar aflição e tensão”

O filme consegue passar aflição através dos cenários claustrofóbicos, luz escassa, trilha sonora e do enquadramento. A atuação é um dos pontos altos do filme. A Anya Taylor-Joy consegue passar o ar de estranheza, desespero e sagacidade da personagem, Betty Buckley faz uma Psiquiatra que realmente se importa com seus pacientes. Mas James McAvoy é o destaque do filme. Ele consegue passar com maestria os trejeitos de cada uma das personalidades, na voz, no olhar, no jeito de andar de um jeito que você sabe identificar quem é a personalidade dominante naquele momento.

“Cada personagem é caracterizado de uma forma impressionantemente real”

O roteiro vai direto ao ponto. A apresentação dos personagens é natural, sem jogar na cara quem é o que, mas os diálogos dos primeiros minutos já apresentam quem são as jovens que são raptadas e como elas se comportam. Um destaque maior é dado para a Casey, protagonista do filme. Flashbacks mostram momentos da história dela que explicam quem ela é e porque ela é tão atormentada, ao mesmo tempo que dão dicas do que vai acontecer futuramente. Já as cenas com a Dra. Karen mostram uma profissional que ama seus pacientes e os conhece muito bem, percebendo sutís mudanças no comportamento de Kevin e tirando conclusões precisas a seu respeito. Algumas partes acabam sendo forçadas, como quando ela vai à casa de um paciente com personalidade agressiva sozinha sem tomar as devidas precauções. Certa ideia do roteiro que poderiam ser usadas de formas mais sutís são levadas mais ao pé da letra de forma forçada.

Com atuação surpreendente e história instigante, deixando você ansioso pela próxima cena, certamente assustado e incomodado pelos trejeitos de McAvoy.  Fragmentado é a promessa do Shyamalan de que ele voltou às origens, ainda que sem tantas reviravoltas, e de que mais filmes desse tipo estão por vir. Ele tem suas ressalvas, que são ofuscadas entretanto diante dos acertos do filme.

Dica,

Há um easter egg pra fãs do Shyamalan no filme.

Confira Mais (Exclusivo)

Ano produção 2017
Dirigido por M. Night Shyamalan
Estreia
23 de Março de 2017 ( Brasil )
Outras datas
Duração 117 minutos
Classificação 14 – Não recomendado para menores de 14 anos
Gênero
Terror, Thriller

Por Ayrton

https://i1.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/03/Poster.jpg?fit=697%2C1024https://i1.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/03/Poster.jpg?resize=150%2C150MaisAdminCríticacrítica,filme,Fragmentado,McAvoy,Shyamalan,Terror,thrillerFragmentado. Shyamalan de volta às origens. Os últimos filmes de M. Night Shyamalan, como O Último Mestre do Ar, Depois da Terra e Fim dos Tempos, tinham manchado a credibilidade do diretor conhecido pelos seus ótimos filmes de suspense da década de 90 e começo de 2000. Porém isso acaba de...Tudo sobre literatura, games, cinema e séries. O seu, o nosso, como um clube de amigos