Ficha técnica:
Lançamento:09/03/2017
Direção: Jordan Vogt-Roberts
Elenco: Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, Brie Larson, John C. Reilly, John Goodman, Corey Hawkins, John Ortiz, Tian Jing.
Distribuidora: Warner Bros.

Uma Imersão na história e experiência eletrizante!

Kong e a ilha da caveira não será o filme do ano, isso é claro, é um filme de roteiro fácil, a trilha sonora é pouco notável, pois, o filme se sustenta no visual, entretanto, longa utiliza-se da receita do sucesso: ponha atores que estejam no auge da carreira, coloque-os numa ilha junto com um personagem mítico, ponha várias armadilhas e… Ah, não se esqueça de explodir coisas. E realmente deu certo, Kong é um filme divertidíssimo, o longa é uma bela experiência visual, um presente aos fãs e apreciadores do clássico Kong, a ilha da caveira é a melhor história contada do King Kong até agora. Sem protagonismos exacerbados dos atores principais, apesar do longa contar com Tom Hiddleston (Thor), Brie Larson (O quarto de Jack) e Samuel L. Jackson (Pulp Fiction) os holofotes estão voltados para Kong e para as outras criaturas ancestrais que habitam a ilha.

As atuações ficam em segundo plano no filme, apesar de ter grandes atores, nenhuma atuação se destaca o suficiente para ofuscar Kong, Tom Hiddleston assume o papel de Herói e cumpre muito bem o esperado, Brie Larson assume o papel clássico da moça que Kong protege, porém, felizmente a personagem é bem diferente dos outros filmes, Brie faz uma personagem que não tem nada de indefesa, nem é objetificada, ela estava no filme sendo tratada como igual perante aos homens da expedição,  houve apenas uma sugestão de leve afeto entre Kong e a personagem. Samuel L. Jackson se transforma no antagonista de Kong, atuou bem, entretanto, nada que não tenha feito antes em sua carreira, no geral o filme não exigiu muito esforço na atuação do elenco, pois o foco é para o visual do filme.

Dirigido por Vogt-Roberts, O foco principal está na ilha, o filme usa e abusa de efeitos visuais, começando pelo Kong que é o maior que já apareceu nos filmes, o da ilha da caveira tem cerca de 100 metros enquanto os outros tiveram no máximo 45 metros, O diretor utilizou-se de inspirações japonesas para compor o cenário da ilha, algumas criaturas se assemelham a criações de animes, além de algumas cenas de luta que remetem a cultura japonesa. O visual da ilha é incrível, a vegetação e as criaturas são uma surpresa para o público, impossível não comparar com os outros filmes de Kong, nos quais as criaturas são extremamente genéricas, na ilha da caveira as criaturas conseguem ser bem diferentes do que já foi visto, mas de certa forma é algo que você espera que apareça, se encaixam perfeitamente no ambiente místico da ilha.

Kong de A Ilha da Caveira é o maior que já apareceu nos filmes!

A história se passa no período pós-guerra do vietnã, Dois cientistas dos EUA, devido a nova aquisição de equipamentos tecnológicos, conseguem descobrir a ilha da caveira que não era detectável no mapa, pois, ficava encoberta por nuvens de tempestades ininterruptas incapazes de serem vistas com os equipamentos antigos, conseguem apoio para montar uma expedição e desbravar a  ilha, neste ponto conhecemos o núcleo de personagens principais, Preston Packard (Samuel L Jackson) o comandante do exército disponibilizado para a missão, James Conrad (Tom Hiddleston) um explorador/rastreador contratado pelos cientistas para guiar a missão e Mason Weaver (Brie Larson) Uma fotógrafa de expedições, como esperado, eles conseguem chegar na ilha e logo se deparam com Kong (comparado com os outros filmes do King, este é o maior Kong e mais intimidante de todos) e logo perdem metade das pessoas da missão com o conflito inicial com o gigante, mais a frente eles descobrem que Kong é o menor dos problemas que terão nessa missão, a ilha é cercada por seres ancestrais, gigantes como Kong.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resumindo

Destaque para os efeitos sonoros, que preenchiam a sala de cinema e faziam o público imergir na história o que tornou a experiência eletrizante, além das tomadas que mostravam ao público a perspectiva de Kong, como ele enxerga as coisas em miniatura. No geral, Kong é um bom filme, não é memorável mas é uma ótima experiência visual, fui assistir com expectativas baixíssimas e me surpreendi com o que foi entregue, vale a pena assistir! principalmente para os fãs e apreciadores do King Kong, para quem nunca assistiu é uma ótima forma de ser introduzido à história, recomendo assistir em 3D para não perder nenhum detalhe dos efeitos visuais. Levando todos os detalhes do filme em consideração considero Kong um filme regular.
Nota: 7,5

Confira aqui o trailer:

 

https://i0.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/03/kongskullisland-finalposter-sunset-choppers.jpg?fit=691%2C1024https://i0.wp.com/maisclube.com.br/wp-content/uploads/2017/03/kongskullisland-finalposter-sunset-choppers.jpg?resize=150%2C150MaisAdminCríticacinema,crítica,ilha,kong,kong skull island,o quarto de jack,tom hiddlestonFicha técnica: Lançamento:09/03/2017 Direção: Jordan Vogt-Roberts Elenco: Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, Brie Larson, John C. Reilly, John Goodman, Corey Hawkins, John Ortiz, Tian Jing. Distribuidora: Warner Bros. Uma Imersão na história e experiência eletrizante! Kong e a ilha da caveira não será o filme do ano, isso é claro, é um filme de roteiro...Tudo sobre literatura, games, cinema e séries. O seu, o nosso, como um clube de amigos